Ação Solidária, olhares!

A Creche Ação Solidária Almir do Picolé, atualmente atende a 86 crianças que são beneficiadas pelo trabalho de Almir do Picolé. No dia 12 de outubro são distribuídos mais de 600 sacolas de brinquedos e cestas básicas, para as famílias da Piabeta e região. Poderíamos estar mostrando expressões de pessoas em festas na Europa, Estados Unidos… Com direito a tendas super VIPS regadas de champanhe, caviar e tudo mais que uma festa bacana pode ter. Mas, nossa proposta é mostrar como é lindo o coração de uma pessoa tão simples, que consegue através de um trabalho voluntário resgatar o sentimento de solidariedade para crianças de famílias de baixa renda e amenizar o sofrimento dessa gente.

“Sensibilidade é conseguir enxergar as verdadeiras grandezas da simplicidade e a simplicidade nas verdadeiras grandezas da vida”

altAm50c3-bCF_ibA_Io4IiOAF9xkioWmb5-PNF4L1GaFXsd IMG_0352 IMG_0353 IMG_0426 IMG_0425 IMG_0413 IMG_0399 IMG_0395IMG_0413 IMG_0425 IMG_0426 IMG_0432 IMG_0436 IMG_0441 IMG_0452 IMG_0463 IMG_0477 IMG_0481 IMG_0549 IMG_0561 IMG_0578 IMG_0584 IMG_0591 IMG_0597 IMG_0653altAma2H1vFmSpsbLO8M8lGf6AlMYMWEMY1UkBSIiB98ja_ altAmlxXlqJxkKX-1M9pCKbD5uxU2pLSQKA53H28CcFzF8U altAn9VsPLzkC4Izk_l1WVQZbisKnT_Y83Q5BwtHRfSEzG- altAnbxz-zNNryzpb859pGBKnEXRMhTuR8VSAAhIq3aHkpw

Almir Almeida Paixão, 43 anos, estatura mediana, jeito simples e brincalhão, dono de um coração enorme, dedicado especialmente a cuidar do próximo. A profissão de vendedor de picolé lhe rendeu o apelido: Almir do Picolé, mas ele se tornou conhecido mesmo pelo trabalho social desenvolvido. Parte do salário que ganhava com a venda dos picolés era reservada para promover festinhas de natal e dia das crianças na comunidade onde morava.
Mas o desejo de Almir ia mais além, e ele largou o trabalho e foi para as ruas pedir ajuda nos sinais para realizar um sonho de infância: a construção de uma creche. Há 10 anos o sonho tornou-se realidade e, atualmente, Almir do Picolé cuida de 86 crianças com o auxilio de 31 empregados, entre cuidadoras e pessoal do telemarketing, todos com carteira assinada, pagos com o dinheiro das doações.
Na creche os trabalhos começam cedo, às 6h40 as portas já estão abertas. As crianças recebem as três refeições diárias, além de lanches e participam de atividades pedagógicas que se encerram às 17h quando as mães retornam para buscar os filhos.
Em uma visita ao local é possível observar o olhar de felicidade das crianças, que bem comportadas e arrumadas nos recebem com abraços e beijos. Em outra sala, os menores, assistem a um filme infantil. Um silêncio total, nem dá para imaginar que existem no local tantas crianças reunidas.
A baixa visão não é problema para Almir. Todos os dias, logo cedo, ele faz a contabilidade da creche referente ao dia anterior e, logo em seguida, sai para fazer compras. Almir também atende ao chamado de pessoas carentes, que em geral pedem caixões para enterrar seus entes queridos; passagens de ônibus para voltarem à terra natal e cestas básicas. As doações são fruto do trabalho executado pelo telemarketing, além da presença quase diária de Almir nos semáforos da cidade, onde arrecada dinheiro e reforça a importância do seu trabalho, pois recebendo ou não a doação, ele entrega um panfleto aos motoristas, para que possam conhecer o trabalho desenvolvido por ele.
A infância de Almir revela muito de sua personalidade. Ele viveu em um orfanato dos quatro aos 17 anos. Para chegar até aqui não foi fácil, conta Almir: “Fui abandonado pelos meus pais porque era danado, subia na televisão, essas coisas”. O valor do amor e da caridade, Almir aprendeu no Instituto Lourival Fontes, no bairro Castelo Branco, em Aracaju. Foi lá que fez a promessa a Nossa Senhora Aparecida, de que iria ajudar ao próximo, assim como recebeu durante 13 anos.
O trabalho de Almir do Picolé tornou-se público através de reportagens de TV locais e nacionais. Almir já recebeu o Prêmio Anu, idealizado pela Central Única de Favelas, um reconhecimento às pessoas que promovem ações em prol do desenvolvimento humano e social. Ele já participou do programa do Faustão, na Rede Globo, mas ainda quer conhecer os apresentadores Ratinho e Silvio Santos e participar do programa Caldeirão do Huck.

IMG_0434

Fotos: Rinaldo e Ana Célia

Edição de imagem: Thaes Arruda

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s